13 de outubro de 2015 às 12:44h

Procon Caruaru autua bancos que não oferecem serviços essenciais durante a greve

 
O Procon de Caruaru vem fiscalizando as instituições bancárias do município neste período de greve, a fim de verificar se os caixas eletrônicos estão disponíveis com dinheiro em espécie para saque, depósito, transferência, pagamentos, envelopes para operações bancárias e o contingente correspondente a 30% dos funcionários trabalhando, serviços mínimos para atender o cidadão. Na fiscalização, realizada semana passada, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal receberam auto de infração, pois não estão disponibilizando a realização de depósitos nos caixas eletrônicos. A greve completa hoje, 13, uma semana e não tem previsão para encerrar.
 
O Procon notificou o Ministério Público sobre as constatações da ação. Caso os bancos continuem sem oferecer o serviço, à greve poderá ser considerada ilegal. “Estamos cumprindo nossa função de cobrar medidas emergenciais, no sentido de orientar à comunidade sobre como melhor agir diante das dificuldades de acesso aos serviços bancários, durante a greve. Pela lei, nos serviços ou atividades essenciais, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados a garantir, mesmo durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade como é o caso da compensação bancária prevista em lei”, acrescentou o Diretor do Procon, Adenildo Batista.
 
Os consumidores que forem prejudicados ou identificarem instituições bancárias que não estão cumprindo a lei, podem fazer a reclamação formal, no Procon Caruaru, que fica na avenida Rio Branco, n° 315, Centro, das 7h30 às 13h. Para mais informações está disponível o telefone (81) 3727-1054.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.