30 de junho de 2017 às 10:28h

Protestos por todo o Estado contra reformas de Temer

Nesta sexta-feira (30), rodovias de todo o Estado foram interditadas por protestos contra as reformas trabalhistas e previdenciárias propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). A manifestação foi convocada pelas centrais sindicais e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.
 
Além dos sindicatos, professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), docentes e servidores da rede pública e particular, bancários, metalúrgicos, policiais civis, auditores fiscais e servidores federais da saúde e previdência social participam das paralisações hoje.
 
No Recife, capital do Estado, motoristas, cobradores e fiscais de ônibus aderiram à greve. No entanto, os ônibus saíram para as ruas e pararam no meio dos trajetos. A greve dos rodoviários não foi anunciada com antecedência. O BRT está fechado nas áreas de Olinda, Paulista, Abreu e Lima e Igarassu,.
 
Há pontos de bloqueio por diversas estradas federais. Na BR-101, entre Igarassu e Abreu e Lima, o ato já terminou, mas ainda há pontos de lentidão. Na BR-101 Norte, os veículos passaram em apenas uma faixa da pista. Também na BR-101, em Prazeres (Jaboatão dos Guararapes), há bloqueio no quilômetro 80 da rodovia, sentido Cabo de Santo Agostinho. A rodovia também está interditada em Goiana.
 
Na BR-232 os manifestantes interditaram a rodovia no quilômetro 35 da BR-232 na cidade de Bonança. Há um ponto de bloqueio no município de Gravatá, sentindo Recife. Assim como no trecho de São Caetano, onde os Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra interditou o quilômetro 144, nos dois sentidos. Também tem bloqueio na BR-232, em Moreno, nos dois sentidos.
 
No Sertão, a mesma rodovia está bloqueada no quilômetro 274, em Sertânia pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape).
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.