23 de setembro de 2015 às 16:23h

PSB quer ingressar na oposição ao governo Dilma

PSB
 
O Partido Socialista Brasileiro (PSB) deve aderir oficialmente à oposição ao governo Dilma Rousseff. A decisão final será tomada na próxima semana, pela Executiva Nacional, e é defendida por senadores e deputados da sigla no Congresso.
 
De acordo com o presidente nacional do partido, o governo Dilma está moribundo. “Entendemos que é um governo moribundo, temos que encontrar um meio de o país não sangrar por muito tempo”, afirmou Siqueira, após encontro que reuniu parlamentares e os governadores Rodrigo Rollemberg (DF), Paulo Câmara (PE) e Ricardo Coutinho (PB).
 
“Há uma tendência bastante forte de que se o impeachment chegar ao plenário da Câmara ele será aprovado também pela nossa bancada”, afirmou Siqueira.
 
A grande maioria dos deputados socialistas afirmaram, no encontro, que são favoráveis ao impeachment de Dilma e também votarão contra a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), proposta pelo governo com o objetivo de tentar cobrir o rombo nas contas públicas.
 
Já os governadores falaram sobre o impacto da crise sobre Estados e municípios, relataram as dificuldades de gestão e deram detalhes sobre as medidas adotadas nas últimas semanas para tentar reverter o quadro.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.