15 de janeiro de 2015 às 14:58h

Representantes da CDL se reúnem com Queiroz para avaliação do FelizCidade

 
Na manhã desta quinta-feira (15), representantes da Câmara de Dirigentes (CDL) estiveram reunidos com o prefeito José Queiroz para avaliarem o Natal FelizCidade e discutir algumas ações no centro da cidade. O projeto foi avaliado positivamente pelo prefeito, que já começou a analisar possibilidades para o Natal 2015.
 
A CDL informou que, para 2015, o projeto terá uma nova formatação e será construído junto com a Fundação de Cultura. Além deste assunto, outro ponto abordado pelo presidente da CDL, Márcio Porto, foi sobre as ações e melhorias no centro da cidade. “Estamos aqui para colocar a CDL à disposição para auxiliar a prefeitura em relação às melhorias no centro”, disse.
 
O prefeito explicou que desde 2014 ações educativas junto aos camelôs e ambulantes foram realizadas e agora serão retomadas, fazendo com que as ruas do centro fiquem organizadas. “É sempre bom contar com parcerias frutíferas. Agora, temos mais um parceiro à disposição na organização das ruas do centro, pois já realizamos ações educativas, e resolvemos a situação; mas ela está voltando a acontecer. Então, vamos intensificá-la”, concluiu o prefeito.
 
De acordo com a Prefeitura, a partir desta sexta-feira (16), camelôs e ambulantes serão abordados por fiscais informando sobre as novas medidas e, a partir do dia 23 de janeiro, esses profissionais não poderão trabalhar fixos nas ruas do Centro. A medida visa melhorar o trânsito de carros e pedestres, além de cumprir a Constituição Federal, especificamente, o Artigo 5º, que trata da dificuldade da população transitar pelas calçadas. Quem descumprir a regra estará sujeito à apreensão de mercadoria e multas que variam de R$ 100 até R$ 10 mil.
 
“A ideia é que esses profissionais não mais fiquem nas ruas do Centro. Inclusive, esta também foi uma solicitação que a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL trouxe à prefeitura, e se colocou à disposição do município para auxiliar nas ações”, reforçou o diretor de apreensão, Geraldo Clemente.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.