14 de novembro de 2016 às 10:21h

Seca provoca situação de emergência em 56 municípios pernambucanos

Cinquenta e seis municípios pernambucanos estão em situação de emergência por causa da seca e estiagem prolongadas. O reconhecimento foi feito pelo Ministério da Integração Nacional e inclui, ao todo, 272 municípios de Pernambuco, Paraíba, Piauí, Bahia, Sergipe, Minas Gerais e Mato Grosso.
 
Agora, os gestores municipais poderão contar com benefícios oferecidos pelo governo Federal. A Portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e viabiliza o fornecimento de água tratada à população, por meio da Operação Carro-Pipa Federal, além da renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil.
Também é possível obter a aquisição de cestas básicas no Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a retomada da atividade econômica nas regiões afetadas.
 
Em Pernambuco, os municípios em situação de emergência são: Afogados da Ingazeira; Afrânio; Araripina; Arcoverde; Belém do São Francisco; Betânia; Bodocó; Brejinho; Cabrobó; Calumbi; Carnaíba; Carnaubeira da Penha; Cedro; Custódia; Dormentes; Exu; Flores; Floresta; Granito; Ibimirim; Iguaraci; Inajá; Ingazeira; Ipubi; Itacuruba; Itapetim; Jatobá; Lagoa Grande; Manari; Mirandiba; Moreilândia; Orocó; Ouricuri; Parnamirim; Petrolândia; Petrolina; Quixaba; Salgueiro; Santa Cruz; Santa Cruz da Baixa Verde; Santa Filomena; Santa Maria da Boa Vista; Santa Terezinha; São José do Belmonte; São José do Egito; Serra Talhada; Serrita; Sertânia; Solidão; Tabira; Tacaratu; Terra Nova; Trindade; Triunfo; Tuparetama e Verdejante.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.