7 de julho de 2016 às 14:06h

“Somente a minha renúncia poderá pôr fim a essa interinidade sem prazo”, diz Cunha em renúncia

eduardo cunha
 
O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) renunciou oficialmente à presidência da Câmara dos Deputados, cargo do qual já estava afastamento por envolvimento em corrupção. Cunha leu há pouco, em entrevista à imprensa no Salão Nobre da Câmara, carta entregue a Secretaria-Geral da Mesa na qual anuncia a renúncia da presidência da Casa.
 
“Ao completar 17, dos 24 meses do meu mandato de presidente, dois meses de afastamento do cargo e, ainda, estando no período de recesso forense do Supremo Tribunal Federal – onde não existe qualquer previsão de apreciação de recurso contra meu afastamento – resolvi ceder ao apelos generalizados dos meus apoiadores”, disse Cunha.
 
“Somente a minha renúncia poderá pôr fim a essa interinidade sem prazo”, disse o parlamentar ao afirmar que a Câmara está acéfala.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.