28 de novembro de 2013 às 08:00h

Trio é preso por saque fraudulento de quase R$ 33 mil em Caruaru

apreensao1_470
 
Do NE10
 
Uma mulher e dois homens foram presos em flagrante por estelionato nessa quarta-feira (27) por policiais federais lotados na Delegacia de Caruaru, no Agreste do Estado. A autônoma Vilma Alves da Silva, 49 anos, foi a primeira do trio a ser presa, após sacar a quantia de R$ 32.800 em um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal no North Shopping, no bairro de Indianópolis. O valor sacado fazia parte de uma indenização referente a valores de precatório.
 
A Polícia Federal (PF) chegou à suspeita após uma denúncia do gerente da agência, que informou sobre inconsistência na documentação apresentada dias antes por Vilma, o que atestava que a mulher não era a dona dos documentos. Com a informação de que o saque seria realizado ontem, a equipe se dirigiu para a agência, onde ficaram à espera da mulher.
 
Ao sair da agência em posse do dinheiro para pegar um mototáxi, Vilma foi abordada pelos policiais e terminou revelando os nomes dos outros integrantes do esquema fraudulento. Wanderson Pereira Soares, 24 anos, e Josceley Pereira Soares, 33 anos, foram presos enquanto esperavam pela mulher em um hotel nas proximidades. Um outro suspeito de participar da quadrilha conseguiu fugir do local.
 
O trio, que residia em Goiânia (GO) foi levado para a sede da delegacia da PF em Caruaru, onde foram autuados por estelionato. Os dois homens já tinham antecedentes criminais. Wanderson foi preso em Goiânia por homicídio no ano de 2009. Já Josceley foi preso em Goiás por estelionato em 2012, quando tentava aplicar o mesmo golpe em uma agência do Banco do Brasil.
 
montagem1_470
 
Todos foram submetidos a exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru e depois levados para presídios. Os homens foram encaminhados para o Presídio Juiz Plácido de Souza, enquanto a mulher foi levada para o Presídio Feminino de Buíque.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.