13 de junho de 2017 às 09:27h

Trote para o Samu resultará em multa

tes para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o Corpo de Bombeiros ou para a Polícia Militar poderá ser multado. É o que prevê a Lei Laura Gomes, de autorias da deputada Estadual Laura Gomes (PSB).
 
De acordo com a socialista “só em março deste ano foram mais de 11.000 ligações de falsas ocorrências ao SAMU. É uma prática irresponsável e desumana capaz de causar a morte das pessoas, implicar a perda de recursos e aumentar o stress do pessoal dos serviços de urgência”, pontuou.
 
A lei determina o pagamento de R$ 1.000,00 para cada trote comprovado ao Corpo de Bombeiros, à Polícia e ao SAMU. A investigação será feita junto às operadoras de telefonia. O dono da linha será notificado para se defender. A multa será automática se não for apresentada defesa. E também será aplicada quando as justificativas forem julgadas improcedentes.
 
Caso aprovada a Lei Laura Gomes, Pernambuco ocupará a vanguarda de estados brasileiros, ao lado do Rio de Janeiro e Rondônia que já adotam a penalização dos trotes. Os recursos arrecadados com as multas serão destinados ao custeio e a melhorias no próprio serviço de atendimento telefônico de emergência. 
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.