9 de setembro de 2013 às 08:44h

Vereador Evandro Silva quer se adiantar à Constituição e acabar com o voto secreto em Caruaru antes do resto do Brasil

Vereador Evandro Silva

Vereador Evandro Silva


 
Com informações do repórter Diego Caires
 
Na última semana foi votado, em plenário, o projeto que acaba com o voto secreto na Câmara dos Deputados, em Brasília. O texto agora vai ao Senado, onde também deve ser aprovado. Quando for colocado em prática, o fim do voto secreto vai valer, automaticamente, para estados e municípios.
 
O vereador Evandro Silva, do PMDB, quer se adiantar. Fala em apresentar um Projeto de Lei Organizacional. “Houve casos de vereadores, em legislações passadas, que diziam vota no Presidente da Casa, vota num secretário e depois diz que não foi ele quem votou”, explicou.
 
A decisão do vereador é louvável. Transparência deve ser sempre o foco dos representantes do povo.
 
O detalhe é que isso seria muito mais importante se fosse uma iniciativa anterior, teria muito mais simbolismo. Digo que apenas simbolismo, porque o voto secreto está na Constituição e os Estados e Municípios são obrigados a obedecê-la. Enquanto a PEC do Voto Aberto não for aprovada no Congresso, os vereadores em Caruaru podem apresentar quantos projetos quiserem, nenhum vai poder passar pela Comissão de Legislação e Redação de Lei na Câmara de Caruaru.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.