27 de setembro de 2013 às 12:24h

Vereadores discutem sobre CPI em debate da Rádio Jornal

O debate desta sexta-feira, na Rádio Jornal, com apresentação do jornalista Igor Maciel, teve a participação dos vereadores Gilberto de Dora e Louro do Juá, defendendo o posicionamento da situação e oposição na Câmara de Vereadores, sobre a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Prefeitura de Caruaru.
 
Gilberto de Dora afirmou que a Situação é contra uma CPI porque a Controladoria Geral da União já investigou e apurou possíveis erros na administração. Ele disse que a CGU recebeu toda a documentação necessária e acusou da oposição de estar politizando a CPI.
 
“Não é pelo fato de deixar a CPI passar, porque não tem nada de errado, a CGU já investigou. (…) Querem criar uma CPI simplesmente por uma questão política”, enfatizou Gilberto.
 
O vereador disse ainda que o requerimento para a criação da Comissão é que foi errado. “Ele deveria ter feito baseado no artigo 300 da Lei orgânica”, ressaltando que no requerimento “o que vale é o conteúdo”.
 
Na defesa da CPI, o vereador Louro do Juá disse que a bancada de oposição quer investigar realizações da Prefeitura, além do que foi apontado pela CGU, afirmando que já encontraram “falhas do executivo com a Controladoria” e que já tentaram abrir uma investigação sem sucesso, sendo esta a oportunidade para apurar os fatos. “Na legislatura anterior nós queríamos abrir uma CPI sobre o escândalo do leite, mas nós tínhamos três vereadores”, ressaltou.
 
O parlamentar enfatizou ainda o caráter fiscalizador do Legislativo e afirmou que a oposição está inquieta com os fatos. Já sobre o requerimento, foi direto “nós temos uma lei maior, que é a Lei Orgânica, nós nos baseamos na Lei maior, o artigo 31 é muito claro, é necessário 1/3 dos edis (…) Regimento Interno é da porta pra dentro, nós vamos seguir ele, mas a Lei Orgânica é da porta pra fora, é mais. É o que importa”, disse.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.