19 de dezembro de 2014 às 18:06h

Vereadores dizem que cédulas estavam marcadas em votação da Câmara

Antes mesmo da disputa terminar, vereadores já estavam reclamando sobre a marcação das cédulas de votação para a mesa diretora da Câmara Municipal de Caruaru (PE), realizada na manhã desta sexta-feira (19).
 
Ao se oferecer para contar os votos da primeira disputa, realizada para a presidência da Casa de Leis, o vereador Eduardo Cantarelli (SDD), disse que algumas cédulas estavam marcadas e pediu cópias de todas elas. O presidente informou que oficializasse o pedido, o que foi feito. “Tinha pontos ao lado dos nomes, uma estava com uma assinatura perto do voto”, dizia Cantarelli para os colegas.
 
Abrindo as reclamações, Gilberto de Dora foi para a tribuna da Casa, agradecer o votos, falar sobre perseguição do Executivo e dizer que perdeu por pressão de Queiroz, em discurso apoiado pela oposição.
 
Em seguida o vereador Edjailson da Carú Forró informou que verificou o mesmo problema de marcação dos votos e também pediu cópias à Leonardo Chaves, já reeleito, afirmando que iria para a Justiça. “Devido a várias cédulas estarem marcadas – uma delas tinha um rabisco ao lado do voto, vou pedir a anulação dessa votação”, disse na tribuna.
 
Demóstenes Veras, que concorreu a vice na chapa de Gilberto propôs a alteração do Regimento Interno da Câmara, já no começo de 2015, para que a votação seja aberta.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.