11 de setembro de 2014 às 07:32h

Coligação de Armando diz que Paulo Câmara censurou guia do PTB, para não responder sobre avião

NOTA À IMPRENSA
 
Paulo Câmara tenta esconder caso do avião
 
O candidato Paulo Câmara, incomodado com as cobranças sobre o seu envolvimento com a Bandeirantes Pneus, se utilizou da Justiça Eleitoral para censurar trecho do guia de Armando Monteiro, na noite desta quarta-feira (10), que cobra esclarecimentos sobre o fato de ter concedido incentivos fiscais a esta empresa quando era secretário da Fazenda.
 
A Bandeirantes Pneus, que responde a processos de sonegação fiscal e crimes contra a Receita, com prejuízos de mais de 100 milhões de reais aos cofres públicos, é apontada como proprietária de um avião utilizado por Câmara em sua campanha, fato confirmado pelo próprio candidato.
 
O povo de Pernambuco exige explicações do candidato Paulo Câmara:
 
1) Qual a motivação para a concessão dos incentivos fiscais para uma empresa inidônea?
 
2) Qual a sua relação com esta empresa?
 
3) Quantas vezes utilizou aviões desta empresa e se sabia a quem pertencia as aeronaves?
 
4) Por que não registrou a utilização deste avião na sua prestação de contas?
 
COLIGAÇÃO PERNAMBUCO VAI MAIS LONGE
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.