5 de julho de 2016 às 11:03h

Vice-prefeito de Gravatá é convocado para trabalhar

O vice-prefeito de Gravatá, Rafael Prequé, deve voltar a integrar a administração do município. Ele foi convocado pelo interventor Mário Cavalcanti para produzir um estudo sobre a municipalização do trânsito na cidade, de acordo com a Lei Orgânica da cidade. A convocação é obrigatória e, caso Rafael se negue a cumprir essa ordem do interventor, sofrerá sanções administrativas.
 
De acordo com a gestão municipal, o vice-prefeito recebe salário mensalmente, sem trabalhar para a Prefeitura há quase quatro anos, desde que assumiu, incluindo o período que compreende a gestão do prefeito afastado e a Intervenção Estadual. Ainda de acordo com a administração pública, ele era aguardado para se apresentar para o serviço, como isso não ocorreu, foi convocado.
 
“Eu não vim aqui para fazer política. Eu vim designado pelo governador, mediante decisão da Justiça. Então, o senhor vai ter que cumprir expediente na Prefeitura. E vai receber uma missão digna. Nós precisamos municipalizar esse trânsito e vamos dar essa missão para você”, disse Cavalcanti ao vice.
 
Prequé informou que vai analisar o pleito e que não tem participação no que chamou de “irregularidades” do prefeito afastado, mas assinou o ofício de convocação para o serviço.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.