13 de junho de 2014 às 08:18h

Zé Augusto Maia emite nota dizendo que apoio de partido ao PSB veio após “proposta irrecusável”

Ele acabou afastado da presidência do Pros

Ele acabou afastado da presidência do Pros


 
NOTA À IMPRENSA
 
Quando ingressei no PROS, havia dois compromissos fundamentais já firmados com a Executiva Nacional e o seu presidente, Eurípedes Júnior: primeiro, seria assegurada total autonomia à executiva estadual para decidir sobre os rumos do partido em Pernambuco; segundo, por ser de prévio e amplo conhecimento que nós integrávamos o grupo do senador Armando Monteiro, nós iriamos caminhar com a sua pré-candidatura a governador.
 
Na manhã desta quinta-feira (12), fui surpreendido ao ser convocado para uma reunião de urgência, às 9h, com os dirigentes nacionais do PROS, no Hotel Atlante Plaza, no Recife. Durante este encontro, fiquei estarrecido com o tipo de conversas com que vieram me abordar, conversas impublicáveis, não republicanas, disseram para mim que tinham recebido uma proposta irrecusável do senhor Paulo Câmara.
 
Horas depois, soube pela imprensa da minha destituição da presidência do partido em Pernambuco e do apoio ao candidato do PSB, Paulo Câmara.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.