19 de outubro de 2017 às 09:26h

27º FETEAG começa nesta quinta (19)


 
Entre os dias 19 e 29 de Outubro, será realizado o 27º FETEAG (Festival de Teatro do Agreste). A programação é gratuita e conta com debates e seminários, realizados no Teatro Rui Limeira Rosal, no SESC Caruaru, e espaços alternativos, como casas e apartamentos residenciais, salões e associações de moradores de bairros periféricos e de distritos da Zona Rural de Caruaru, além do Marco Zero.
 
Nesta edição o tema é “Africanidade” e abordará preconceitos, identidade, branquitude/negritude, ancestralidade e história nas peças e discussões programadas, como explica o produtor executivo do FETEAG, Fábio Pascoal. “O evento busca abordar temas complexos como preconceito e identidade, através dos espetáculos selecionados e dos debates promovidos. Tudo vem na perspectiva de problematizar tais questões, pois primeiramente somos um festival de teatro. Queremos é romper ‘caixinhas’ e discutir, fugindo do patrulhamento ideológico”, diz.
 
Alunos de escolas da rede municipal de ensino de Caruaru serão levados para assistir as peças infantojuvenis da programação, na Mostra Estudantil de Espetáculos. O evento conta ainda com a Mostra Nacional/Internacional de Espetáculos Adultos (inclusive com sessões descentralizadas por bairros e Zona Rural de Caruaru), e um seminário sobre o temaAfricanidades, Cultura e Resistência, que acontecerá em diversos espaços da cidade.
 
Os ingressos para os espetáculos devem ser retirados na bilheteria do teatro a partir de 1h antes de cada sessão, que começa sempre às 20h, mas é possível fazer reserva de entrada pelo site do evento.
 
Programação:
  
Dia 19 de outubro, no Teatro Rui Limeira Rosal (SESC Caruaru)
Amêsa (Heloísa Jorge – Angola/Brasil)
Conta um século da história de Angola pela perspectiva do feminino. A memória da personagem Amêsa, com suas perdas e dores, traz para a cena símbolos essenciais da mitologia da mulher, ao mesmo tempo que representa questões de um coletivo atingido pela guerra. 
  
Dia 20 de outubro, no Teatro Rui Limeira Rosal (SESC Caruaru)
Black Off (Ntando Cele – África do Sul) – *Com legenda em português
O espetáculo, para maiores de 18 anos, aborda e enfrenta estereótipos racistas. Na primeira parte, a performer e atriz Ntando Cele assume o seu alter ego intitulado Bianca White, uma comediante sul-africana, viajante do mundo e filantropa, que julga saber tudo sobre negros e ainda quer ajudá-los a superar a sua “escuridão interior”. Na segunda parte, a atriz lida com estereótipos de mulheres negras e tenta descobrir como o público a vê.
 
Dia 21 de outubro, no Teatro Rui Limeira Rosal (SESC Caruaru)
Le Cargo (A Carga) (Faustin Linyekula – República Democrática do Congo)
Danças proibidas pelo deus do milagre e do despertar espiritual. Este espetáculo circula com o apoio do programa TransARTE, do Institut Français, selo que desde 2012 promove a circulação de propostas artísticas híbridas, estendendo os limites da arte contemporânea.
 
Dia 22 de outubro, às 16h, na Comunidade do Boi Tira-Teima
Contes et Legendes du Burkina Faso (Contos e Lendas de Burkina Faso) (François Moïse Bamba – Burkina Faso) – *Com tradução simultânea para o português por Laura Tamiana. Haverá apresentação do Boi Tira-Teima na sequência.
O espetáculo é um convite para viajar a Burkina Faso, literalmente “terra dos homens íntegros”. Trata-se de uma descoberta dos povos desse país, em que se busca compartilhar suas culturas, suas histórias, suas crenças, seus valores, suas visões de mundo, para que haja um enriquecimento mútuo no respeito pelas nossas diferenças.
  
Dia 22 de outubro, no Teatro Rui Limeira Rosal (SESC Caruaru)
Branco – O Cheiro do Lírio e do Formol (Alexandre Dal Farra e Janaína Leite – São Paulo/SP)
Nesta polêmica obra do dramaturgo Alexandre Dal Farra, com direção dele e de Janaína Leite, uma família de classe média (pai, filho e tia) vive um cotidiano comum até que acontecimentos externos os forçam a lidar com o que existe do lado de fora da casa. Montagem indicada para maiores de 18 anos.
 

19 de outubro de 2017 às 08:58h

Hemope convoca doadores de sangue para abastecer estoques

A Fundação Hemope está convocando os pernambucanos para comparecerem aos Hemocentros do Estado e fazerem doações de sangue. A unidade está registrando queda no número de doadores, principalmente, quando há feriados prolongados e datas comemorativas durante o mês.  
 
O Hemope fornece hemocomponentes para os hospitais da rede pública, garantindo o atendimento aos pacientes que estão com sangramentos, em tratamento quimioterápico e para realização de cirurgias e transplantes. O doador pode ir ao Hemope de segunda a sábado, das 7h15 às 18h30, inclusive nos feriados. Também é possível agendar a doação ligando para o 0800-081-1535. 
 
“Infelizmente, o estoque do Hemope está crítico e necessitando de uma resposta rápida da população para atender à comunidade e, neste momento, todos os tipos sanguíneos são importantes. Feriados longos são prejudiciais nesse sentido porque o doador viaja e isso impede que ele faça sua doação regular. Estamos registrando uma queda crescente, a cada mês, desde agosto, de 20% nas coletas, gerando um déficit 30% nos atendimentos às unidades de saúde”, comenta a gerente da unidade Hemocentro Recife, Ana Sena, unidade com a situação mais crítica. 
 
Podem fazer doação de sangue pessoas entre 16 e 69 anos. É obrigatório, em todas as doações, a apresentação de um documento oficial do Brasil, com foto. A ação dura, em média, 50 minutos.
 
Em Caruaru, o Hemocentro Regional funciona de segunda à quinta-feira, das 07h30 às 12h e das 13h30 às 17h. Nas sextas-feiras o horário é das 07h30 às 12h.
 

19 de outubro de 2017 às 08:46h

CCJ aprova relatório pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou, na noite dessa quarta-feira (18), por 39 votos favoráveis, 26 contrários e 1 abstenção o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) pela inadmissibilidade da segunda denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa. Os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência também são citados na denúncia pelo crime de organização criminosa.
 
O placar inferior ao registrado na apreciação da denúncia anterior já era esperado pelo governo. Após uma manobra do PSB, a líder do partido e aliada do Planalto, deputada Tereza Cristina (MS) foi substituída pelo oposicionista deputado Júlio Delgado (MG). Com isso, a base governista teve três votos a menos do que o registrado na votação do parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG). Naquela ocasião, 42 deputados foram favoráveis ao parecer que também recomendava a rejeição da denúncia.
 
Em dois dias de debates, 61 deputados se manifestaram sobre o parecer elaborado por Andrada. Apenas 13 oradores se manifestaram favoráveis aos acusados. A maioria dos oradores argumentou que há elementos graves suficientes para encaminhar a denúncia para investigação. Já representantes da base aliada sustentaram que as provas são frágeis e que nem o presidente nem os ministros devem ser afastados por acusações feitas por delatores criminosos.
 
Ao encaminhar o voto favorável ao parecer de Andrada, um dos principais articuladores do governo, deputado Carlos Marun (PMDB-MS) foi veemente ao criticar a denúncia apresentada pelo ex-procurador geral da República Rodrigo Janot. “Estamos vivendo agora os capítulos finais, capítulos derradeiros de uma ópera bufa, de um teatro do absurdo, que teve no enredo a tentativa nefasta de um procurador-geral da República de depor um presidente da República pelo motivo não republicano de não aceitar que uma desafeta sua chegasse à posição que hoje exerce [o cargo de procuradora-geral], e falo da doutora Raquel Dogde”.
 
Ao encaminhar voto contra o parecer de Bonifácio de Andrada, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) disse que “crimes graves estão colocando o país na beira do colapso”. “Meu sonho é que milhões de brasileiros leiam as 250 páginas dessa denúncia consistente, uma denúncia com provas, uma denúncia que descreve com minúcias uma série de atos criminosos cometidos contra o nosso país”, afirmou Fontana.
 
Votação – A votação em plenário deve ocorrer na semana que vem. No plenário, a denúncia só será autorizada a seguir para o Supremo Tribunal Federal (STF) se receber o apoio de pelo menos 342 deputados, o equivalente a dois terços do total de 513 parlamentares da Casa, conforme determina a Constituição Federal. Segundo o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a denúncia será analisada no plenário da Casa na próxima semana.
 
Da Agência Brasil
 

19 de outubro de 2017 às 08:44h

Em Caruaru, estudantes recebem capacitação do SAMU

Em Caruaru, dez escolas municipais foram contempladas com o projeto Escola Amiga do SAMU, que qualifica alunos e professores para identificar, abordar e agir em relação às vítimas que necessitam de primeiros socorros. Além de conhecer o funcionamento do serviço, o alerta sobre os trotes e ter contato com os profissionais de nível médio e superior.
 
As atividades acontecerão até o dia 23, na sede do SAMU, a partir das 8h. A ação faz parte do Programa Aprender com Saúde e cada unidade escolar define um professor e até dois alunos por turno para receber a capacitação e multiplicarem os conhecimentos nas escolas.
 
O objetivo do projeto é qualificar, através de capacitação técnica, professores e alunos para identificar, abordar e agir em relação às vítimas que necessitam de primeiros socorros ou cuidados imediatos, tendo como meta fundamental salvar vidas. Também pretende despertar a necessidade de que todos se tornem agentes multiplicadores dos conhecimentos, e das atitudes que ampliam a cidadania, dentro e fora da escola.
 
“Acreditar na potência das ações educacionais para os jovens é crer num amanhã melhor. Seja a curto, médio ou longo prazo, sabemos que os resultados vão chegar, e é gratificante ver o reconhecimento de nossa equipe e o engajamento dos alunos e professores”, destacou o coordenador geral do SAMU, Tiago Acioli.
 


19 de outubro de 2017 às 08:38h

Pernambuco recebe Missão Árabe-Africana

Nesta quinta-feira (19), o governador Paulo Câmara receberá representantes de 23 países árabes e africanos, que vêm em missão comercial a Pernambuco. O objetivo é estreitar relações comerciais com empresários e autoridades locais, além de aproximar e fortalecer os laços entre o Estado e os países árabe e africanos.
 
Nos dois dias que passará em visita oficial a Pernambuco, a comitiva terá, em sua programação, visitas técnicas e rodadas de negócios B2B (matchmakings) com potenciais parceiros locais e, também, reuniões com os presidentes Leonardo Cerquinho, da AD Diper, e Adaílton Feitosa, da Empetur.
 
O encontro com Câmara acontecerá às 15h30, no Palácio do Campo das Princesas. A visita foi organizada pelo Governo do Estado, Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e pelo Itamaraty.
 

19 de outubro de 2017 às 08:28h

Pessoas a partir de 70 anos podem sacar cotas do PIS/Pasep a partir de hoje

Pessoas a partir de 70 anos que tenham contribuído com o Programa de Integração Social (PIS) ou o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) podem sacar as cotas nos fundos a partir de hoje (19). A retirada é válida somente para os trabalhadores que tiveram carteira assinada e contribuíram para algum dos dois fundos até 4 de outubro de 1988.
 
Em 17 de novembro, começará o saque para aposentados. Em 14 de dezembro, a retirada será liberada para homens a partir de 65 anos e para mulheres a partir de 62 anos. Não há data limite para os saques. Os herdeiros de cotistas falecidos podem sacar o dinheiro a qualquer momento.
 
Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição de 1988 passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
 
Desde a criação do PIS/Pasep, em 1971, o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completava 70 anos, se aposentasse ou tivesse doença grave ou invalidez. A medida provisória editada recentemente pelo presidente Michel Temer flexibilizou as restrições para as retiradas. No entanto, o cidadão com idade inferior não tem direito à cota, mesmo que tenha contribuído antes de 1988, quando passou a vigorar a atual Constituição brasileira.
 
De acordo com o governo, a liberação dos saques das cotas do PIS/Pasep vai injetar R$ 15,9 bilhões na economia e beneficiar 7,8 milhões de pessoas. Desse total, R$ 11,2 bilhões virão dos saques do PIS, vinculado aos trabalhadores da iniciativa privada e administrado pela Caixa Econômica Federal, que beneficiarão 6,4 milhões de cotistas. O restante virá do Pasep, vinculado aos servidores públicos e aos empregados de estatais e sociedades de economia mista e administrado pelo Banco do Brasil.
 
Retirada do PIS – Na Caixa Econômica, os cotistas do PIS poderão fazer a retirada de três maneiras. Os pagamentos de até R$ 1,5 mil serão feitos nos caixas eletrônicos, digitando a Senha Cidadão, sem a necessidade de cartão bancário. Quem não tiver a senha pode obtê-la no site da Caixa, bastando clicar em “esqueci a senha” e preencher os dados.
 
Os saques de até R$ 3 mil podem ser feitos nos caixas eletrônicos, mas o cliente precisará usar o Cartão Cidadão e digitar a Senha Cidadão. Nas lotéricas e nos correspondentes bancários, o cotista poderá retirar o dinheiro, levando o Cartão Cidadão, a Senha Cidadão e algum documento oficial de identificação com foto. Acima desse valor, o beneficiário deverá ir a alguma agência da Caixa levando documento oficial com foto.
 
Clientes da Caixa receberam o depósito automaticamente nas contas correntes na terça-feira (17), dois dias úteis antes do calendário de saques. A Caixa informou que também fará a transferência do dinheiro para clientes de outros bancos, desde que a conta esteja no mesmo nome do beneficiário. A operação não terá custos.
 
Saques do Pasep – Em relação aos saques do Pasep, o Banco do Brasil também depositou automaticamente, na terça-feira, o dinheiro nas contas dos correntistas da instituição. Os cotistas com saldo de até R$2,5 mil e sem conta no banco poderão pedir transferência para qualquer conta em seu nome em outra instituição financeira na página do banco na internet ou nos terminais de autoatendimento.
 
Não correntistas com saldo acima desse valor ou herdeiros de cotistas falecidos deverão ir às agências. De 19 a 31 de outubro, 1.334 agências do Banco do Brasil em todo o país abrirão uma hora mais cedo para atendimento exclusivo aos cotistas do Pasep. A lista dos postos de atendimento com horário especial está disponível no site do banco.
 
Os clientes com dúvidas podem consultar as páginas da Caixa ou do Banco do Brasil. Caso a página da Caixa informe que o número da conta está registrado no Pasep, o trabalhador deverá ir à página do BB. Constantemente, os dois bancos atualizam as bases de dados e transferem a conta do PIS para o Pasep de quem passou a trabalhar no serviço público ou em alguma estatal.
 
Da Agência Brasil
 

18 de outubro de 2017 às 10:42h

Agreste Empreendedor


 
Acompanhe a segunda reportagem da série “Agreste Empreendedor”, que mostra a força empreendedora do Agreste pernambucano e o crescimento econômico da região.
 

18 de outubro de 2017 às 10:26h

Confira como os pernambucanos votaram sobre Aécio Neves

Os senadores derrubaram as imposições do Supremo Tribunal Federal (STF) ao colega Aécio Neves. Foram 44 a favor de Neves e 26 contra. Dois pernambucanos participaram da votação, nessa terça-feira (17), no plenário da casa alta.
 
O senador Humberto Costa (PT) votou “Sim” para que as medidas sejam aceitas. O petista usou a tribuna e criticou Aécio Neves.
 
O também senador Armando Monteiro Neto (PTB), não participou da votação porque está em viagem no exterior.
 
Já o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) votou “Não” para que as medidas do STF percam a validade e Aécio Neves permaneça impune por mais tempo. O pernambucano é também foi denunciado pela Lava Jato.
 


18 de outubro de 2017 às 09:37h

Agreste Empreendedor


 
Acompanhe a segunda reportagem da série “Agreste Empreendedor”, que mostra a força empreendedora do Agreste pernambucano e o crescimento econômico da região.
 

18 de outubro de 2017 às 09:35h

Ivan Galvão recebe homenagem na Câmara Municipal de Caruaru


 
Nesta quarta-feira (18), em sessão solene na Câmara Municipal de Caruaru, o empresário Ivan Galvão, recebe a medalha de Honra ao Mérito Armando da Fonte, em homenagem aos 75 anos de fundação da Livraria Estudantil de Caruaru. A medalha é a principal honraria aos expoentes da indústria e do comércio do município.  A solenidade será realizada no plenário da Casa Jornalista José Carlos Florêncio, às 20h, para autoridades, amigos e familiares do homenageado.
 
A comenda foi proposta pelo vereador Alberes Lopes, em reconhecimento ao trabalho e dedicação iniciado pelo pai por Dr. Galvão Cavalcanti, e continuado com êxito por Ivan e toda família Galvão, com destaque para o ativismo socioeconômico, a preservação do patrimônio cultural e imaterial do município de Caruaru, que contribuem até hoje de forma direta para o desenvolvimento e fortalecimento sadio da Capital do Agreste.
 
O homenageado – IVAN DE CARVALHO GALVÃO, 70 anos, caruaruense, três filhos e três netos. Empresário do ramo de livraria, com formação e pós-graduação em Direito. Em 1961, iniciou seu trabalho na Livraria Estudantil, empresa fundada pelo seu pai, Dr. Galvão. Ivan Galvão foi o mentor da Lei Municipal que designa o dia 26 de agosto (mesmo dia da fundação da empresa) como o “Dia consagrado ao escritor Caruaruense”. Engajado com a causa associativa, Ivan integrou entidades e associações como Grêmios literários do colégio, UESC – União dos Estudantes de Caruaru, Lions Clube, Loja Maçônica Dever e Humanidade, CDL e foi co-fundador do Sindloja, do Instituto Histórico de Caruaru e da Academia Caruaruense de Música Paulo Miranda. Ainda hoje, ele continua dedicando a sua vida para a causa nobre de construir uma cidade com mais oportunidades e direito para todos.
 

18 de outubro de 2017 às 09:30h

MPF requer afastamento de ministro da Saúde

Em Pernambuco, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública contra a União para que seja mantido contrato firmado com a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), também impedindo eventual transferência de tecnologia para processamento de plasma para o Paraná. Na ação, a procuradora da República Silvia Regina Pontes Lopes também pede que a Justiça Federal conceda o afastamento cautelar do ministro da Saúde, Ricardo José Magalhães Barros.
 
Em setembro, o MPF conseguiu, na Justiça Federal, decisão obrigando a União a adotar, em até seis meses, as medidas necessárias para contratação de indústria fracionadora de plasma, para possibilitar a vazão dos estoques acumulados na Hemobrás. 
 
A procuradora da República argumenta que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assumiu publicamente o interesse político em levar o “mercado de sangue” para o Paraná. De acordo com a ação, o ministro busca “esvaziar” as atribuições institucionais da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia para atrair a seu estado (PR) a produção e industrialização de hemoderivados essenciais ao Sistema Único de Saúde e que, atualmente, são produzidos pela Hemobrás.
 
“O intento do Ministério da Saúde viola frontalmente os princípios da Administração Pública inscritos na Constituição da República, notadamente o da eficiência e moralidade”, destaca a procuradora da Repúbica.  
 
Impactos – O MPF ressalta os impactos financeiros nocivos à Hemobrás com contratação do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), além de cisão do mercado de fornecimentos de material plasmático, comprometendo 90% do orçamento da empresa pública. A procuradora da República argumenta que “a conduta de contratação em caráter de urgência da Tecpar é fruto da omissão do próprio ministro em dar continuidade a projeto de transferência de tecnologia que implicou investimentos em torno de R$ 1 bilhão para a viabilização da Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP)”.
 
O MPF reforça que o Ministério da Saúde não vem cumprindo decisão liminar proferida pela Justiça Federal em Brasília (DF), que determinou que a PDP não fosse suspensa. O MS também descumpre decisão proferida pelo Tribunal de Contas da União (TCU), após atuação do procurador Marinus Marsico, do Ministério Público junto ao TCU, que determinou a continuidade dos termos da PDP.
 
Na ação, além do afastamento cautelar do ministro da Saúde, é requerida, em caráter de urgência, a manutenção do contrato com a Hemobrás, com pedido de aplicação de multa em caso de descumprimento de possível decisão judicial. O MPF ainda requer a prorrogação de contrato firmado com a Hemobrás para a aquisição anual de Fator VIII recombinante, também com multa em caso de descumprimento.
 
Foi encaminhada representação criminal à Procuradoria-Geral da República, bem como foi instaurado inquérito civil para apurar supostos atos de improbidade administrativa cometidos pelo ministro.
 

18 de outubro de 2017 às 09:06h

Atividade econômica tem queda de 0,38% em agosto, após dois meses de crescimento

Após dois meses seguidos de crescimento, a atividade econômica registrou queda em agosto. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) teve queda 0,38%, em agosto, segundo dados divulgados hoje (18).
 
Na comparação com agosto de 2016, houve crescimento de 1,64% (sem ajuste para o período). Em 12 meses encerrados em agosto, o indicador tem retração de 1,08%. No ano, até agosto, houve crescimento de 0,31%.
 
O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. 
 
O indicador foi criado pelo BC para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. Mas o indicador oficial é o Produto Interno Bruto, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
 
Da Agência Brasil