ÚLTIMAS POSTAGENS

Datafolha aponta Dilma com 37%, Marina, 30%, e Aécio com 17%

Categoria: Notícias | Postado em 19 de setembro de 2014 às 8:22 am - Autor: Igor Maciel

c78bfb11b2419ad31dbf2527f8c316c6
 
Pesquisa indica diferença inédita entre candidatas no primeiro turno, mas aponta empate técnico no segundo. Pela primeira vez, rejeição à Marina supera a de Aécio.
 
De acordo com uma nova pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira, o apoio a Dilma Rousseff (PT) aumentou de 36% para 37%. Assim, a candidata à reeleição abriu uma vantagem inédita de 7 pontos percentuais sobre a rival Marina Silva (PSB), que passou de 33% para 30% das intenções de voto.
 
Numa simulação do segundo turno, a presidente Dilma Rousseff (PT) apareceu com 44% dos votos, contra 46% de Marina Silva, indicando um empate técnico.
 
Já Aécio Neves (PSDB), que era o favorito para competir com Dilma no segundo turno até o candidato original do PSB, Eduardo Campos, morrer em um acidente aéreo no dia 13 de agosto, passou de 15% para 17% das intenções de voto.
 
Em relação à última pesquisa, Marina perdeu quatro pontos no Sudeste, quatro entre as mulheres, quatro entre os católicos, cinco entre os moradores de cidades médias (200 mil a 500 mil habitantes), e seis entre os eleitores de 25 a 34 anos. Dilma, por sua vez, passou a liderar em todas as regiões do País.
 
Uma possível explicação para o enfraquecimento de Marina é o aumento de sua rejeição, aponta a Folha de S. Paulo. Pela primeira vez, o índice dos que não votariam nela de forma alguma (22%) supera o de Aécio (21%).
 
O Datafolha entrevistou 5.340 eleitores entre os dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro da pesquisa, encomendada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo, é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.
 

Capital da confecção, Santa Cruz do Capibaribe ganha espaço para incrementar atividade na região

Categoria: Notícias | Postado em 19 de setembro de 2014 às 12:12 am - Autor: Igor Maciel

180911SC
 
Consolidado como um dos mais importantes polos de confecção do Estado, o município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste pernambucano, foi contemplado com mais uma obra de incentivo a atividade na região. Na presença da população e dos comerciantes, o governador João Lyra Neto inaugurou, nesta quinta-feira (18/09), o Calçadão Miguel Arraes Alencar. O espaço, que substitui o antigo ‘Poeirão’, é uma ampliação do Moda Center, local que recebe, em média, 30 mil visitantes nas segundas e terças-feiras, dias em que acontece a feira.
 
Com a nova estrutura, cerca de quatro mil famílias de confeccionistas – que antes comercializavam seus produtos a céu aberto – agora contam com mais conforto e infraestrutura. O empreendimento, que recebeu cerca de R$ 13,5 milhões em investimentos, é fruto de um convênio entre o Governo do Estado (através da Secretaria de Planejamento e Gestão) e a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe. Situado no quilômetro 12 da PE-160, o Calçadão foi construído numa área de 25.376 metros quadrados. Dividido em três módulos – verde, branco e azul –, o espaço vai abrigar cerca de quatro mil boxes, 65 lojas, além de 60 lanchonetes, restaurantes e banheiros.
 
180916SC
 
O governador João Lyra Neto destacou que a construção do novo espaço era fundamenta para o crescimento do setor. “O calçadão vai consolidar ainda mais esse grande polo de confecção, que hoje é o segundo maior do Brasil, perdendo apenas para São Paulo. Graças ao espírito empreendedor daqueles que iniciaram essa feira aqui em Santa Cruz do Capibaribe, e que foram expandindo suas ações pelo Agreste inteiro, a economia pernambucana recebeu uma importante colaboração.
 
“Estou transbordado de alegria”. Foi assim, e com um largo sorriso, que o comerciante Adilson José de Arruda, 37, descreveu seu sentimento em relação à inauguração do calçadão. É do comércio que Adilson tira o sustento da família – esposa e cinco filhos. “Nós trabalhávamos no sol, na lama, na poeira e sem segurança nenhuma. E hoje nós temos tudo de bom, algo que não se compara. Agora os fregueses do Pará, do Maranhão e de toda parte do Brasil vão vir fazer suas compras sem medo de se molhar ou se melar. A gente vai ter uma renda muito maior”, comemorou o comerciante.
 
18098SC
 
O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, destacou que o calçadão vai contribuir para geração de emprego e renda. “Essa é uma obra muito importante. Quatro mil famílias trabalhavam numa condição subumana. Mas, a partir de agora, esses confeccionistas vão ter uma condição igual ao que é o empreendimento do Moda Center, com piso decente, loja e restaurante. Isso vai provocar um aquecimento na nossa economia, fazendo com que aumente o número de visitantes em nossa cidade”, comemorou o gestor municipal.
 
Também prestigiaram a solenidade de inauguração do empreendimento os secretários estaduais Osíris Caldas (Micro e Pequena Empresa), Bárbara Kreuzig (Mulher) e Frederico Amâncio (Planejamento e Gestão), além de prefeitos de vários municípios do Agreste.
 
18092SC
 
INFRAESTRUTURA – O entorno do centro de compras também foi contemplado. São quase 200 vagas para estacionamento de veículos pequenos e 100 para ônibus. Além disso, com recursos da ordem de R$1,5 milhão do Fundo Estadual de Apoio aos Municípios (FEM), foram calçadas 16 ruas que dão acesso a estrutura.
 

Vereadores divulgam novos áudios do processo da Operação Ponto Final

Categoria: Notícias | Postado em 18 de setembro de 2014 às 10:15 pm - Autor: Igor Maciel

Os vereadores de Caruaru resolveram divulgar os áudios que, segundo os acusados no processo da Operação Ponto Final, provariam uma suposta armação entre a polícia e o executivo municipal. Evandro Silva foi o mais incisivo nos discursos, afirmando que a justiça precisa ver que houve armação para a prisão deles.
 
Os áudios divulgados são trechos de gravações entre Marco Casé, o chefe de gabinete de Queiroz, Marcos Augusto e o próprio prefeito José Queiroz.
 

Políticos reclamam de vandalismo contra comitês

Categoria: Notícias | Postado em 18 de setembro de 2014 às 9:07 am - Autor: Igor Maciel

d3f1eecb-ea2e-4d24-b8e1-2dd528f82168
 
Primeiro foi Armando Monteiro: “Diante da escalada da violência contra os comitês da coligação Pernambuco Vai Mais Longe em diversos municípios do Estado nos últimos dias, a chapa majoritária protocolou uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na quarta-feira (17), para que a Justiça tome conhecimento das agressões e adote uma medida urgente de modo a garantir a normalidade das eleições deste ano.”
 
Em apenas três dias, quatro estruturas dos candidatos Armando Monteiro (PTB/governador), Paulo Rubem Santiago (PDT/vice) e João Paulo (PT/Senado) foram alvos de atos criminosos, com direito a incêndio e destruição de materiais.
 
Agora, Wolney Queiroz, candidato a deputado federal pelo PDT, também reclama do vandalismo. Cartazes dele foram depredados em Caruaru. Uma nota foi enviada à imprensa: “O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) repudia o ato de vandalismo que resultou na destruição de vários materiais de sua propaganda eleitoral nos últimos dias. Em sua página oficial no facebook, o candidato afirma que é a favor de uma campanha de respeito à propaganda de outros candidatos”.
 
propaganda de wolney
 

Azul quer operar voos em Caruaru

Categoria: Notícias | Postado em 18 de setembro de 2014 às 8:46 am - Autor: Igor Maciel

7f2d34e8afb7e799cc5f1dfc004ab43a
 
A Azul quer ampliar sua atuação em Pernambuco. A ideia é chegar ao Agreste, contemplando Caruaru e, consequentemente, municípios do entorno e o Polo de Confecções. Seguindo o movimento de expansão regional da companhia aérea, o gerente de relações institucionais da empresa, Ronaldo Veras, esteve ontem com o governador João Lyra Neto para apresentar o plano de operação.
 
Lyra, que tem nova reunião agendada para outubro para tratar do assunto, declarou que tem interesse e considerou como “importante” o movimento da Azul. A companhia já possui voos regionais em Petrolina, no Sertão, e em Fernando de Noronha.
 
O terminal de Caruaru aguarda pela verba federal prometida dentro do Plano de Aviação Regional da Secretaria de Aviação Civil (SAC). No Estado, outras oito localidades serão contempladas no pacote de R$ 216 milhões previstos para Pernambuco: Garanhuns, Arcoverde, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Petrolina, Araripina, Salgueiro, além de Noronha.
 
De acordo com a SAC, as primeiras licitações do programa podem sair ainda neste ano. Especificamente em relação a Caruaru, a secretaria informou que, no momento, está em andamento o estudo preliminar de necessidades socioeconômicas da região, que detalhará como será a obra, baseado em informações como necessidades locais, de pista de pouso e de terminal de passageiros.
 
Os mercados de aviação regional e internacional são hoje os grandes focos de expansão da Azul. Segundo circula na imprensa nacional, a ampliação para novas cidades brasileiras possibilitaria a empresa ampliar sua frota e adquirir jatos da Embraer para serem utilizados onde hoje a companhia opera com aviões turboélice (ATRs). Para os consumidores, essas mudanças podem significar passagens com preços mais baixos, além da maior ofertas destinos.
 
Internacionalmente, a Azul aguarda as sinalizações do governo para as novas regras de slots (autorizações para pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas (SP), hoje dominado pela Tam e pela Gol.
 
Neste mês, a empresa iniciou a venda de passagens para Flórida (EUA), com voos diários e diretos, com origem no aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). Os voos começam em dezembro, e as passagens podem ser encontradas com tarifas a partir de R$ 1,5 mil.
 
A Azul foi fundada em 2008 pelo empresário David Neeleman. A companhia, resultado da união entre a Azul Linhas Aéreas Brasileiras e a Trip Linhas Aéreas, é a terceira maior do Brasil. Detém uma frota de 134 aeronaves (entre ATRs e Embraer), mais de 10 mil tripulantes, 860 voos diários, 104 destinos servidos e 30% do total de decolagens do País.
 

TRE suspende inserções do PSB com ataques a Armando Monteiro

Categoria: Notícias | Postado em 18 de setembro de 2014 às 8:33 am - Autor: Igor Maciel

b16ac3559cf24980d435ceabc18e428c
 
Decisão liminar do desembargador eleitoral Agenor Ferreira Lima, do Tribunal Regional de Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), suspendeu nesta quarta-feira (17) a veiculação de inserções do PSB na televisão que atacavam o senador Armando Monteiro Neto (PTB). O mérito ainda será analisado pelo Pleno do TRE e o PTB espera que seja concedido o direito de resposta à coligação.
 
Os vídeos começaram a ser veiculados nessa terça (16) e diziam que o senador petebista faliu empresas e não era um bom patrão. Para o advogado do PTB, Walber Agra, as inserções configuram crimes de calúnia, injúria e difamação.
 
Na noite dessa terça, assim que chegou ao Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) para o debate da TV Jornal, Paulo Câmara defendeu os vídeos e disse que tudo o que é dito pelo PSB é verdade.
 

Vereador comemora criação do “Espaço de Lazer Caruaru”

Categoria: Notícias | Postado em 17 de setembro de 2014 às 4:41 pm - Autor: Igor Maciel

A partir do próximo domingo (21), o “Espaço de Lazer Caruaru”, estará disponível para a população das 8h às 16h. O projeto atende a uma solicitação do vereador Marcelo Gomes (PSB) à Prefeitura de Caruaru, realizada através de requerimento de sua autoria, em maio deste ano
 
O espaço destinado às atividades esportivas e de lazer ao livre compreende trechos das avenidas Manoel de Freitas, Oswaldo Cruz e Agamenon Magalhães e funcionará aos domingos e feriados. As atividades ocuparão metade das vias e não irão interferir na mobilidade.
 
As ruas serão isoladas com cavaletes e cones, sendo proibido estacionar nestas vias durante o horário de funcionamento do projeto. A orientação para os motoristas que trafegam no sentido subúrbio-cidade é entrar à direita na Rua Professor José Leão, ao lado do estádio do Central e depois seguir pela Avenida Visconde de Inhaúma até a Avenida Rui Barbosa.
 
“Nossa preocupação é com a qualidade de via da população. Este espaço servirá para um momento de lazer e prática de atividades físicas. Ficando o espaço disponível para andar de bicicleta, patins, skates e até mesmo jogar bola”, frisou Marcelo.
 

Prefeito José Queiroz se reúne com marchantes para café da manhã no matadouro

Categoria: Notícias | Postado em 17 de setembro de 2014 às 3:41 pm - Autor: Igor Maciel

_MG_9213
 
Na manhã desta quarta-feira, 17, a prefeitura de Caruaru realizou um café da manhã no matadouro público para receber funcionários e marchantes. Estiveram presentes o prefeito José Queiroz, o secretário de Gestão e Serviços Públicos, Paulo Cassundé, o secretário de Infraestrutura Bruno Lagos, vereadores e os responsáveis pela execução da obra.
No decorrer do encontro, Paulo Cassundé ressaltou a importância da intervenção no matadouro, que há muito tempo não passava por melhorias. “É um grande prazer, depois de 80 dias de luta, poder comemorar a conclusão de uma obra de alta qualidade, onde há quase 40 anos não se reformava nada”.
 
O prefeito José Queiroz demonstrou total satisfação ao falar da reforma. “O investimento foi alto, mas não importa. O matadouro de Caruaru se tornou o melhor da região e o que interessa realmente é a satisfação em atender as necessidades dos trabalhadores. É importante também que haja dedicação e cuidado com o ambiente, pois devemos lembrar que o bom trabalho sempre é realizado em equipe”, finalizou.
 
Amanhã, o matadouro será reaberto para os testes finais e, na sexta-feira, 19, as atividades serão retomadas normalmente.
 

Caruaru começa a isolar ruas para atividades de lazer ao ar livre aos domingos e feriados

Categoria: Notícias | Postado em 17 de setembro de 2014 às 10:00 am - Autor: Igor Maciel

SONY DSC
 
O prefeito José Queiroz reuniu, na manhã desta terça, 16, o Grupo de Trabalho que está tratando da implantação das ruas de lazer no município. O nome do projeto será “Espaço de Lazer Caruaru” e terá início no próximo domingo, 21, das 8h às 16h. O objetivo é oferecer à população uma área para atividades esportivas e de lazer ao ar livre. “Essa iniciativa faz parte do planejamento de estimular uma cidade saudável e irá acontecer todos os domingos e feriados. Os moradores de Caruaru terão a opção de um novo um novo parque urbano”, explicou o prefeito.
 
O espaço destinado às atividades compreende trechos de três avenidas: Manoel de Freitas, Oswaldo Cruz e Agamenon Magalhães. As atividades ocuparão metade das vias e não irão interferir na mobilidade. Os motoristas que trafegam no sentido subúrbio-cidade terão a opção de entrar à direita na Rua Professor José Leão, ao lado do estádio do Central e depois seguir pela Avenida Visconde de Inhaúma até a Avenida Rui Barbosa. As ruas serão isoladas com cavaletes e cones e será proibido estacionar nelas durante o horário de funcionamento da ação.
 
Será permitida apenas a entrada de veículos de moradores que forem estacionar em garagens de suas casas. “Queremos deixar essas ruas livres para a população aproveitar para atividades como jogar bola, andar de bicicleta, patins, skates, enfim, curtir momentos de lazer”, explica o coordenado do projeto, Edmilson Augusto Filho, da diretoria de esportes do município.
 
O projeto será tocado pela URB (Empresa de Urbanização e Planejamento de Caruaru), Destra (Autarquia Municipal de Trânsito e Tranporte) e Diretoria de Esportes da Secretaria de Educação, em parceria com as secretarias de Participação Social, Políticas Sociais, Fundação de Cultura, Saúde, Administração, Serviços Urbanos, Infraestrutrura e Comunicação.
 
Ainda esta semana, Destra e Secretaria de Participação Social irão informar aos moradores e comerciantes das ruas contempladas, através da distribuição de panfletos, sobre o início da ação. “Toda a população está convidada a participar. O nosso próximo passo será a implantação da Ciclofaixa de Lazer, também aos domingos e feriados”, disse o prefeito.
 

Leia o relato do debate de ontem entre os candidatos ao Governo do Estado. Armando e Paulo trocaram farpas

Categoria: Notícias | Postado em 17 de setembro de 2014 às 8:38 am - Autor: Igor Maciel

75f0d6b215049710aa2ad7da90133db2
 
Do NE10
 
A polarização entre os dois candidatos melhor colocados nas pesquisas de intenção de voto, Armando Monteiro Neto (PTB) e Paulo Câmara (PSB), foi mantida no primeiro debate televisivo entre os postulantes ao Governo de Pernambuco, realizado pela TV Jornal, na noite desta terça-feira (16). Os dois se atacaram durante o encontro e o petebista tentou usar o terceiro candidato, Zé Gomes (PSOL), para alfinetar o adversário, sem sucesso. Apesar da troca de farpas entre o petebista e o socialista, Zé Gomes, que aponta semelhanças nas propostas e campanhas entre Armando e Câmara, participou de forma incisiva dos cinco blocos. O debate foi acompanhado por 11 mil internautas simultaneamente pela web, através do NE10 e UOL.
 
O debate começou com os três candidatos, participantes por serem os únicos em Pernambuco cujos partidos têm representação na Câmara dos Deputados, respondendo por que querem ocupar o cargo que disputam. O socialista, usando uma gravata amarela, cor que representa o PSB, foi para o centro do estúdio, postura que adotou na maior parte das perguntas, para responder enfatizando a sua participação no governo do seu padrinho político Eduardo Campos (PSB), gestão da qual foi secretário da Fazenda, de Administração e de Turismo. Armando, de gravata azul, disse que o Estado deve continuar em crescimento econômico, porém com a melhoria das condições de vida. Zé Gomes, sem gravata e de camisa amarela, cor também do seu partido, defendeu uma “inversão de prioridades”.
 
Zé Gomes foi o primeiro a perguntar e tentou encurralar Paulo Câmara, questionando a relação entre a “nova política” defendida pelos socialistas e a presença de antigos governadores no palanque da Frente Popular, coligação de 21 partidos encabeçada pelo PSB. Câmara usou o tempo de resposta para enfatizar a sua participação no governo do seu padrinho político Eduardo Campos (PSB), gestão da qual foi secretário da Fazenda, de Administração e de Turismo. Assim, quis mostrar que pretende, se eleito, fazer um governo de continuidade. “(O palanque) tem a presença de todos os ex-governadores, pessoas comprometidas com o Estado”, respondeu ao adversário.
 
b16ac3559cf24980d435ceabc18e428c
 
Paulo Câmara questionou Armando como ele pretende, na prática, aumentar o salário dos professores – petebista defende o aumento real de 20% no próximo ano. “Olha, Paulo, você, como candidato, se tornou muito generoso (o postulante pretende dobrar o salário dos docentes e implementar um piso de R$ 4 mil para os que ensinam nas escolas de referência e de ensino integral), mas como secretário, que teve papel protagonista no governo, foi muito perverso”, retrucou Armando. No fim deste ano, o professor de nível superior terá um aumento de 15,54%, chegando a receber R$ 1.901. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) denuncia que o Estado paga o pior piso do Brasil.
 
Restou a Armando perguntar ao candidato do PSOL. O petebista tentou usá-lo para atacar Paulo Câmara, retomando um assunto que vem sendo usado ao longo da campanha: os incentivos fiscais concedidos à Bandeirantes Pneus, empresa que tentou comprar o avião usado na campanha de Eduardo Campos (PSB), que morreu há um mês, vítima de um acidente aéreo. Porém, o tiro saiu pela culatra. Zé Gomes reclamou, por exemplo, que ambos usam doações de empresas como empreiteiras na campanha.
 
43eb0d3900e8c086bd09cc368d48e1ba
 
O segundo bloco começou com direito de resposta concedido a Paulo Câmara devido à acusação de Armando que ele teria se beneficiado também com o avião usado pelo PSB. O socialista se defendeu dizendo que a acusação é infundada e que a Justiça Eleitoral já se posicionou sobre o caso, proibindo a retomada do assunto no guia eleitoral do PTB.
 
Logo depois começou a série de perguntas da população, com comentários dos adversários – o que permitiu a continuidade dos ataques. O primeiro a responder foi Paulo Câmara, sobre como preparar as cidades para os investimentos, voltando a ressaltar a gestão de Eduardo Campos à frente do Palácio do Campo das Princesas, frisando os recursos para os municípios. Armando alfinetou em relação às consequências socioambientais da implantação do polo automotivo de Goiana, na Zona da Mata Norte: “O governo do Estado tem sido omisso.” Na réplica, o socialista voltou a relembrar a gestão Eduardo.
 
Armando respondeu a pergunta sobre segurança pública, reconhecendo os avanços na redução das taxas de homicídio com o Pacto Pela Vida, mas voltando a afirmar que “o pacto precisa ser repactuado”. O petebista citou que outros índices precisam ser utilizados. “Nós temos que enfrentar isso aumentando os efetivos, criando centros de cidadania no interior, levando as delegacias especializadas”, propôs.
 
O questionamento para Zé Gomes parece ter sido feito para ele: foi sobre a abertura das planilhas de contas das empresas concessionárias do transporte coletivo no Grande Recife, uma das suas propostas. O candidato do PSOL atacou a gestão de não ser transparente. O comentário foi de Paulo Câmara, que afirmou que o transporte público tem que ser priorizado, com obras como os corredores exclusivos para ônibus, mas não citou o assunto indagado.
 
41d50ae3bfd1e8b588299a828411a246
 
Em seguida, no terceiro bloco, os candidatos responderam perguntas de jornalistas do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC). O primeiro foi Paulo Câmara, questionado por Antônio Martins Neto, da TV Jornal, sobre a situação das unidades da Universidade de Pernambuco (UPE) no interior – sem condições de estudar, os estudantes de Garanhuns, no Agreste, precisaram entrar com uma ação civil pública no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por exemplo. O candidato exaltou a melhora no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ensino médio, já que hoje o Estado está em quarto lugar, e disse que o ensino superior será prioridade, porém não apresentou propostas pragmáticas.
 
A editora do NE10 Inês Calado perguntou justamente sobre a praticidade das propostas de Zé Gomes, como a desmilitarização da Polícia Militar (PM). O candidato respondeu que todas as promessas são reais e defendeu uma reforma política. “O que precisamos é de uma mudança política que não permita que coligações se unam sem base programática e roubem todo o tempo de televisão”, apontou. Essa ideia foi aproveitada para questionar a aliança em Pernambuco com o Partido da Mobilização Nacional (PMN), que apoia Aécio Neves (PSDB) nacionalmente, se seria apenas para tentar conquistar uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) – o PMN tem um deputado estadual.
 
Armando foi indagado por Gilvandro Filho, editor de política do Jornal do Commercio, sobre a sua vida empresarial atualmente. A resposta foi relembrando as empresas da sua família, de tradição na indústria açucareira, mas disse se dedicar à vida pública há mais de quinze anos – o petebista foi deputado federal por três mandatos e está licenciado do Senado para se dedicar à campanha.
 
O quarto bloco teve mais perguntas entre os candidatos – e ataques. Usando as críticas que recebe de Armando por não ter trajetória eleitoral, Câmara questionou a Armando se isso vale mais que experiência de gestão pública. O petebista retrucou falando com o adversário, em tom quase didático, que ele não tem papel de liderança. “Eu acho que você, daqui a alguns anos, se continuar perseverando, quem sabe, chegará a condições de postular. Você foi ungido, Paulo”, afirmou. “Você está bem ensaiado, vai pra frente, vai pra trás, mas não responde as perguntas. Você fala muito de Eduardo, que é uma figura que todos nós respeitamos, mas você tem que fazer propostas”, acrescentou.
 
Paulo Câmara não deixou barato: “Você nunca administrou nada na gestão pública e o que administrou na gestão privada, Armando, não deu certo.”
 
“Você e Armando gostam de botar muito gosto ruim nas coisas que nós fizemos”, disse o socialista na sua tréplica a Zé Gomes. O candidato foi indagado pelo postulante do PSOL sobre a mobilidade no Estado, principalmente na Região Metropolitana do Recife. “Será que é gosto ruim da população ou é uma sensação ruim?”, retrucou Armando no bloco seguinte, o último. “Ninguém aqui se interessa em colocar gosto ruim, mas nós temos que dar respostas nas áreas de saúde, de educação”, acrescentou.
 
O quinto bloco foi, da mesma forma que o segundo, de perguntas da população. A primeira foi sobre o turismo, direcionada a Zé Gomes, que afirmou que os artistas locais precisam ser valorizados nos eventos. Pela primeira vez sem sair de trás da bancada, Paulo Câmara propôs melhoria na infraestrutura e qualificação profissional para quem atua no setor. Na réplica, Zé Gomes criticou o adversário, afirmando que ele não responde as perguntas, acusando o Governo de Pernambuco de ser o principal agressor das belezas naturais do Estado com o Porto de Suape.
 
Questionado sobre a situação da saúde, o socialista voltou a ressaltar o trabalho feito na gestão socialista e prometeu construir quatro novos hospitais, reformar dois e implantar mais seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Especialidades. O comentário foi de Armando, que alfinetou o tempo de espera para exames na rede pública e ausência de médicos em algumas unidades.
 
Armando Monteiro foi o último, em resposta sobre o transporte coletivo. O petebista propôs a substituição dos trens do metrô e a ampliação dos corredores exclusivos para ônibus. Zé Gomes, responsável pelo comentário, fez a proposta de reorganizar o Consórcio Grande Recife, sob a perspectiva do usuário. Na tréplica, o petebista disse que as soluções são complexas e a tarifa deve ser equilibrada, de forma que incentive os investimentos no setor.
 
“Meus sonhos são os sonhos de Eduardo, são os sonhos de cada pernambucano”, disse Paulo Câmara nas considerações finais, citando o padrinho político mais uma vez – foram mais de 15 ao longo do debate. Armando afirmou que a política é um exercício de esperança. Zé Gomes voltou a dizer que os dois candidatos têm posicionamentos convergentes, fechando o debate.
 

Pior que está assim mesmo…

Categoria: Notícias | Postado em 17 de setembro de 2014 às 8:30 am - Autor: Igor Maciel

chargemiguel-580x580
 

Página 1 de 15712345...102030...Última »