ÚLTIMAS POSTAGENS

Judicialização marca campanha eleitoral em Caruaru

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 4:34 pm - Autor: Igor Maciel

O primeiro turno das eleições municipais de Caruaru foi marcado pela judicialização das campanhas. Os candidatos a prefeito, além dos vários momentos de embates nos mais diversos debates realizados na cidade, apelaram também para a Justiça Eleitoral.
 
Seja para se defender de acusações feitas pelos concorrentes, seja para proibir candidatos de divulgares pesquisas, promessas e compromissos de campanha. Todas as vezes que recorreram à Justiça pelos guias no rádio e na tv.
 
O candidato Jorge Gomes (PSB), teve que mudar o estilo do guia, já que inicialmente as sua propaganda não vinculava a imagem ou voz dele ao que era exibido. Além disso, o guia do candidato atacava diretamente propostas de Tony Gel, o que também foi proibido pela Justiça Eleitoral. Depois ele conseguiu direito de resposta contra a coligação A Força do Povo, em relação ao caso Neguinho Teixeira, alegando que não associou imagens do ex-prefeito à Tony Gel.
 
Já o candidato Tony Gel (PMDB), foi obrigado a suspender a veiculação dos vídeos onde prometia que promoveria uma redução do IPTU, embora, depois tenha conseguido o direito de manter a publicidade.
 
Por sua vez, o candidato Delegado Lessa (PP), foi acusado de usar o tempo de guia dos candidatos a vereadores da coligação para promover a candidatura de prefeito. A solicitação foi acatada pela Justiça. Além disso, o candidato perdeu o vice, que era da Rede Sustentabilidade.
 
A candidata Raquel Lyra (PSDB) também teve que cumprir decisão judicial. Ela veiculou propagandas contra o Delegado Lessa, afirmando que ele faz parte da família Lessa, de Alagoas, que tem problemas judiciais e teve que dar tempo para o direito de resposta do concorrente.
 

Debate da Tv Jornal tem participação de jornalistas

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 4:33 pm - Autor: Igor Maciel

whatsapp-image-2016-09-29-at-01-22-28-1
 
No Debate da Tv Jornal Caruaru, realizado nessa quarta-feira (28), no Centro de Convenções de Caruaru, com a participação dos candidatos a prefeito e uma plateia formada por convidados, jornalistas, empresários e representantes de instituições de ensino, o quanto e último bloco foi com a participação de jornalistas do Sistema Jornal do Commerio. Por sorteio, Dilson Oliveira começou questionando Raquel Lyra sobre a construção de creches.
 
Raquel Lyra respondeu que ouviu a cidade. “Ouvimos a cidade inteira e o que a mulher mais quer é creche. As oito mil vagas é o que determina o plano de governo da cidade, para 2024, só estamos querendo antecipar. A gente tem as contas, sabemos como faz. Consultei especialistas na área. Caruaru hoje só atende 937 crianças de zero a dois anos”, afirmou Raquel.
 
Jamildo Melo questionou a Jorge Gomes sobre a falta de apoio do governador Pauli Câmara ao companheiro de partido. E se recebia como agressão e descaso.
 
“Não. Tenho o reconhecimento de todo o partido no Estado, o senador Fernando Bezerra Coelho e a questão específica sobre o governador é o que ocorre desde Eduardo Campos. Quando há mais de um candidato da base do governo ele se ausenta. O que nos interessa são as parcerias que estão sendo feitos com o governo do Estado. Uma coisa é o PSB, outra coisa é o governador”, disse.
 
Na sequência Dilson Oliveira questionou Tony Gel sobre a garantia que ele dá para o eleitor que não vai desistir do mandato.
 
“Estou fazendo uma caminha limpa, bonita, coerente, respeitando o povo de Caruaru. Minha preocupação é fazer com que Caruaru seja uma cidade democrática, onde o gestor pode fazer a administração com o povo”, disse Gel.
 
Fechando o bloco, Jamildo Melo questionou o Delegado Lessa sobre a falta de experiência administrativa e a pouca experiência política, perguntando ainda se não seria um risco assumir a Prefeitura de Caruaru.
 
“Tenho experiência administrativa sim, comandei muitos homens enquanto delegado e político profissional ninguém quer no governo. Eu tenho índices de eficiência e tenho sim, experiência administrativa, o que não quero ser é político profissional. Porque fui eu quem coordenou a operação que prendeu vereadores por corrupção no município”, enfatizou Lessa.
 
O debate terminou com as considerações finais de cada candidato.
 

Debate da TV Jornal teve questionamentos entre candidatos

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 3:39 pm - Autor: Igor Maciel

O terceiro bloco do Debate da TV Jornal, realizado nessa quarta-feira (28), foi com tema livre e pergunta entre candidatos. Tony Gel abriu o bloco e questionou o Delegado Lessa sobre o que ele achava do programa de entregar remédios em casa.
 
“Eu acho ótimo. Me disseram que foi um projeto seu. E acho que foi muito bom, mas a gente precisa de muito mais. Precisa de saúde na zona rural e precisa de mais humanidade é mais respeito do que é feito hoje”, respondeu Lessa.
 
Na réplica, Gel disse que foi acusado “de copiar propostas”, mas que Lessa quem está copiando as propostas de Gel e que o deputado inovou nos projetos.
 
Lessa, em tréplica disse que o acusou de copiar as mesma palavras e que Gel não tem credibilidade. O Delegado, em seguida, questionou Jorge Gomes sobre o ele entende como a nova política.
 
“Entendo que seja falar a verdade, manter os acordos das coligações, fazer programas de governo que melhores a vida das pessoas. Não é aquela das pessoas que dizem o que vão fazer, sem saber como, apenas no momento eleitoral”, respondeu Gomes.
 
Na réplica, Lessa falou sobre o cenário político nacional. “Você que está em casa sabe que nos últimos 50 anos sabem que apenas três grupos políticos estiveram na liderança da cidade e você sabe que a gente precisa de mais”, afirmou.
 
“Nova política é aquela que se renova”, disse Jorge, citando Miguel Arraes, “a nova política é servir a quem mais precisa”, disse.
 
Jorge Gomes, na rodada seguinte, questionou Raquel Lyra sobre parques municipais.
 
“Temos necessidade sim, de aproveitarmos que já foi feito. Vamos aproveitar esses parques com lazer, com cultura, com esporte. Vamos construir os espaços vazios, nos bairros que mais precisam. Com iluminação, segurança, de forma integrada. Vamos devolver a tranquilidade através do esporte para que as pessoas possam viver com qualidade”, disse Raquel.
 
As administrações anteriores não fizeram um parque. E os nossos parques passam pelos cinco pontos da cidade. Tem lazer, cultura, atividades físicas. Os candidatos chegam aqui para dizer que vão fazer o que já fizemos”, disse Jorge, respondendo ainda críticas do Delegado Lessa sobre a quantidade de inaugurações que a gestão municipal está fazendo no período eleitoral.
 
Raquel replicou afirmando que os parques existem, mas que não são bem aproveitados por falta de iluminação, segurança e recreadores.
 
Fechando o bloco, Raquel Lyra questionou Tony Gel sobre as propostas para a mulher empreendedora.
 
“Muitas mulheres precisam aprender uma profissão, tem vontade de contribuir com a despesa da casa, mas por falta de oportunidade não tem emprego”, disse Gel, afirmando que vai criar locais para profissionalização das mulheres e casas-creches para que possam deixar os filhos enquanto trabalham.
 
Raquel, em réplica, disse que vai “dar oportunidades para as mulheres, que são chefes dos lares em 56% das famílias em Caruaru e vamos dar oportunidades para as mulheres empreendedoras e vamos criar oito mil vagas de creches”, afirmou.
 
Tony Gel fechou o bloco respondendo que Caruaru “tem tendência de crescimento e desenvolvimento graças às mulheres”.
 

Dispensado cadastro para pessoas com 60 anos ou mais no transporte público de Caruaru

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 3:37 pm - Autor: Igor Maciel

Em Caruaru, pessoas com 60 anos ou mais devem gozar da gratuidade integral na utilização do Sistema de Transporte Coletivo Urbano e Rural do Município e, por decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), para usar os coletivos precisam apenas apresentar um documento de identificação pessoal.
 
Em decisão assinada no último dia 21 de setembro, o juiz José Adelmo Barbosa da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca dispensou a necessidade de cadastramento no Sistema de Bilhetagem Eletrônica Denominado “Cartão Leva”. Caso a medida seja descumprida, será aplicada multa no valor de R$ 1 mil por cada passageiro que tenha comprovadamente negado o direito à gratuidade.
 
A decisão deve ser cumprida pelas empresas Associação das Empresas de Transportes de Passageiros do Município de Caruaru (AETPC), Empresa Bahia, Empresa de Ônibus Coletivo e Transportes (Coletivo), Capital do Agreste Transportes Urbanos (Capital do Agreste), Viação Tabosa (Tabosa), Empresa Transportes Baiano, Empresa Cidos Bus Transportes de Passageiros, Josué Fereira da Silva Transportes-Me (Expresso Erubino), Empresa Irmãos Costa Transportes (Ircostral), Matias Silva Transporte-Me (Empresa Liberdade), Antônio Simplício de Albuquqerque-Me (Empresa Santo Antônio), Sb Silva Transporte-Me, José Francisco Vicente Filho-Me (São José), Otávio Bezerra da Silva Sobrinho Transportes-Me (São Judas Tadeu), Luiz José da Silva-Me (São Luiz) e Luiz Alves de Moura-Me (Transtur).
 
A ação foi movida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Na decisão, o magistrado destacou a existência da Lei Municipal nº 4.359/2004, em especial o seu artigo 1º, para conceder aos idosos, com idade igual ou superior a 60 anos, a gratuidade integral na utilização do transporte coletivo em Caruaru. De acordo com a sentença, a Autarquia de Defesa Social, Trânsito e Transportes (Destra) deve fiscalizar efetivamente as concessionárias de transporte público coletivo quanto o cumprimento da lei, “inclusive imputando as sanções administrativas cabíveis àquelas que descumprirem as determinações legais e judiciais acima expostas, sob pena de multa mensal no importe de R$ 50 mil”.
 
Nos autos, as empresas condenadas alegaram que a citada lei é inconstitucional, uma vez que não previu expressamente a fonte de custeio para assegurar a implantação do referido benefício social. Também destacaram que, atualmente, não dispõem de instrumento contratual com o Poder Público que assegurem às mesmas o direito de questionar o reequilíbrio econômico-financeiro do contrato, os reajustes tarifários e a devida contrapartida atinente à aplicação da lei municipal em questão, afirmando ainda que o processo licitatório respectivo ainda se encontra em vias de conclusão.
 
“Os direitos garantidos aos idosos nas Constituições Estadual e Federal não se confundem com benefícios da seguridade social, a ponto de se exigir que a lei em questão ou regulamentação posterior indiquem a referida fonte de custeio da extensão da gratuidade. A manutenção do equilíbrio-econômico financeiro na relação existente entre o Município de Caruaru e as empresas demandadas pode ser discutido através das vias legais próprias, razão pela qual este fato também não pode ser óbice a aplicação da citada legislação”, complementou o magistrado.
 
A AETPC e a Destra também foram condenadas ao pagamento de indenizações por danos morais coletivos. A Associação das Empresas de Transportes de Passageiros deve pagar R$ 40 mil pela ausência de cumprimento da legislação municipal. Já a Autarquia de Defesa Social fica condenada ao pagamento de R$ 15 mil pela omissão em fiscalizar as empresas de transporte público.
 
Ainda cabe recurso da sentença.
 

Ministro da Fazenda descarta aumento de impostos para 2016

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 3:31 pm - Autor: Igor Maciel

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, descartou hoje (29) a possibilidade de aumento de impostos para este ano e disse que todas as projeções feitas estão de acordo com a arrecadação prevista. Ele também não acredita que, em 2017, sejam aumentados os tributos, porque, a princípio, isso não é contemplado no orçamento para o ano que vem.
 
“Neste momento existe uma necessidade de aumento da arrecadação total e acreditamos que parte dela retornará com o Produto Interno Bruto (PIB) voltando a crescer. Além disso, existem as receitas de privatizações e concessões”, disse o ministro, após participar de cerimônia de premiação de empresas na capital paulista.
 
Segundo ele, a prioridade nacional atualmente é controlar a queda da economia, estabilizar, voltar a crescer, investir e criar empregos. “Para isso, estamos tomando providências para o governo deixar de ser um grande absorvedor de poupança da sociedade, controlando o crescimento das despesas públicas. Com isso, haverá maior disponibilidade de recursos para financiamento, crédito e investimento. Não só para o financiamento direto, mas para o doméstico, externo e o consumo que vai gerar aumento da renda emprego e queda da inflação”.
 
Meirelles afirmou que esse é um trabalho de profundidade que visa dar ao Brasil condições de crescer de forma sustentada por muitos anos. “Os resultados já estão positivos, as expectativas com a economia estão melhorando em todos os setores e o índice de confiança está melhorando. Isso já começa a se refletir na retomada das atividades com alguns setores já crescendo e outros diminuindo a queda. No devido tempo, teremos a volta da criação de empregos e, com isso, o país pode aumentar de forma consistente seu padrão de renda”.
 
Queda na arrecadação e recessão desde 2014 – Meirelles disse que a queda na arrecadação anunciada hoje reflete uma tendência histórica de que mostra que quando o PIB – Produto Interno Bruto – está aumentando a arrecadação cresce e vice-versa. “O que vemos agora é o resultado dessa recessão fortíssima na qual o Brasil entrou no final de 2014. Estamos na maior recessão da história do país que é resultado da política econômica dos últimos anos. Na medida em que isso é corrigido, a atividade se estabiliza e começa a mostrar resultados”, explicou.
 
O ministro da Fazenda falou, também, que espera fechar o texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 – que limita os gastos públicos – na próxima terça-feira e a ideia é a de que o texto seja o melhor possível e seja aprovado ainda neste ano. “Não existe fórmula perfeita e nada que não caiba em uma discussão e aperfeiçoamento tendo em vista diversos aspectos. O mais importante é que ela está sendo muito bem recebida não só pela sociedade como pelos líderes partidários. Estamos confiantes de que vai ser aprovada ainda este ano”.
 
De acordo com o ministro a PEC é muito simples e objetiva, não dando espaços para que o governo ceda muito, já que estabelece um limite da gastos públicos pelos próximos dez anos, podendo ser prorrogado de acordo com o critério proposto para esse período. “Estamos discutindo questões relacionadas ao que será considerado sucesso da PEC e quando e em que condições poderemos declarar que o ajuste está sendo bem sucedido”, enfatizou.
 
Sobre a Reforma da Previdência, o ministro da Fazenda afirmou que a meta é enviar o texto ao Congresso Nacional nas próximas semanas para que seja aprovado no primeiro semestre de 2017. “Reforma da Previdência não é algo para ser aprovado a toque de caixa. É da maior importância porque envolve toda a população brasileira e precisa ser discutida com maior franqueza e seriedade. Mais importante do que a idade com que a pessoa vai se aposentar é garantir que todos vão receber aposentadoria”, finalizou.
 
Da Agência Brasil
 

Câmara de Caruaru aprova orçamento interno para 2017

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 12:29 pm - Autor: Igor Maciel

A Câmara Municipal de Caruaru aprovou o Projeto de Resolução nº 661/2016, que regulariza o orçamento do Poder Legislativo municipal para o exercício financeiro de 2017. De autoria da Mesa Diretora, o projeto fixa em R$ 22.138.000,00 o montante de que o Legislativo municipal vai dispor para o próximo ano.
 
O documento apresenta ainda um detalhado demonstrativo de receitas e despesas. Entre os investimentos previstos está a aquisição de equipamentos e de materiais de informática (inclusive licenciamento de softwares), divulgação institucional, contratação de consultorias e assessorias técnicas, aquisição de mobiliário e a construção da nova sede. O projeto de resolução pode ser consultado no Arquivo Público da Câmara de segunda a sexta, das 7h às 13h.
 

Termina hoje (29) a campanha eleitoral no rádio e na TV

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 12:17 pm - Autor: Igor Maciel

Os candidatos às eleições deste ano vão apresentar nesta quinta-feira (29) os últimos programas do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão referentes ao primeiro turno. Nestas eleições, o tempo da propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias.
 
O horário eleitoral gratuito vai ao ar das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10 no rádio. Na televisão, a propaganda é transmitida das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. Já as inserções são veiculadas em tempos de 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, de segunda a domingo, em um total de 70 minutos diários, distribuídos ao longo da programação entre 5h e 00h.
 
Hoje também é o último dia para a realização de debates no rádio e na TV e para a propaganda mediante reuniões públicas ou promoção de comícios e carros de som.
 

Debate da Tv Jornal Caruaru teve participação popular

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 12:01 pm - Autor: Igor Maciel

O segundo bloco do debate entre os candidatos a prefeito de Caruaru, realizado pela Tv Jornal nessa quarta-feira (28), teve a participação de telespectadores. Eles fizeram perguntas gravadas, sobre temas específicos aos candidatos. Primeiro cada pergunta era sorteada e, em seguida, um candidato era sorteado para responder. Escolhendo livremente um opositor para comentar a resposta.
 
O bloco começou com Tony Gel, que respondeu sobre o que será feito para melhorar a vida dos mototaxistas e as respostas foi comentada por Jorge Gomes.
 
Em seguida Raquel Lyra foi sorteada e falou sobre segurança, pontuando o trabalho de agentes de saúde e do hospital São Sebastião. O Delegado Lessa foi o escolhido para comentar a resposta.
 
Jorge Gomes foi sorteado para responder sobre mobilidade urbana e afirmou que a mobilidade de Caruaru tem alguns problemas no centro da cidade, pontuando ações realizadas pela atual gestão. Raquel Lyra foi escolhida para fazer o comentário.
 
O bloco terminou com o Delegado Lessa que respondia sobre isenção para alvará de mototaxistas. Lessa disse que ia apresentar propostas para ordenar os mototaxistas e em seguida ordenar o trânsito. O comentário foi feito por Tony Gel.
 

Unilever para dividas de impostos em Pernambuco

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 11:54 am - Autor: Igor Maciel

A empresa Unilever Brasil Gelados do Nordeste S/A quitou a dívida com o Governo do Estado após o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Central de Inquéritos de Jaboatão dos Guararapes em parceria com o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Combate à Sonegação Fiscal, atuar como um meio de recuperação tributária. Os cofres públicos receberam
 
A quantia de R$ 4.371.101,92 foi depositada pela empresa, liquidando a dívida gerada por fraudes à Fazenda Estadual, que consistia em inserir elementos inexatos em documento fiscal.
 
De acordo com a denúncia, os diretores da empresa utilizaram crédito fiscal irregular referente à aquisição de mercadorias destinadas ao uso e consumo como se tratassem de bens que compusessem a cadeia produtiva dos bens industrializados pela Unilever.
 
Esse procedimento levou a uma redução irregular do ICMS a recolher, compondo a relação de débito/crédito de apuração do imposto devido. A empresa deixou de recolher à Fazenda Pública Estadual o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) Normal, de sua responsabilidade direta, no valor original de R$ 1.647.259,95, conforme descrito no demonstrativo de Crédito Tributário constante no processo fiscal n°2014.000000967069-14.
 
Segundo o MPPE, a prática relatada perdurou até o dia 14 de março de 2016, quando foi produzida a constituição do crédito tributário e o seu lançamento definitivo, bem como sua inscrição na Dívida Ativa na referida data, importando na supressão do pagamento do valor original, que somado à multa e aos juros de mora, totaliza a quantia paga pela empresa.
 


Arrecadação de impostos e contribuições cai 10,12 %

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 11:40 am - Autor: Igor Maciel

O governo federal arrecadou R$ 91,808 bilhões em impostos e contribuições em agosto de 2016. O resultado representa queda de 10,12 % em relação ao mesmo período de 2015, corrigida a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), utilizado pelo governo para estabelecer as metas. É o pior resultado desde agosto de 2009. Os dados foram divulgados, hoje (29), pela Receita Federal.
 
No acumulado do ano, a arrecadação federal somou R$ 816,188 bilhões, queda de 7,45% na comparação com o mesmo período do ano passado, também corrigido o IPCA. É o pior resultado acumulado desde 2010.
 
Influência dos indicadores macroeconômicos – De acordo com a Receita, entre os principais fatores que influenciaram os números entre janeiro e agosto de 2016 estão o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos, incluindo a produção industrial, com queda de 9,24% entre dezembro de 2015 e julho de 2016, e a venda de bens e serviços que teve impacto negativo de 9,64% na mesma comparação.
 
Houve ainda, no período, queda nas vendas de serviços, de 4,79%, e no valor em dólares das importações, com decréscimo de 27,02%. A massa salarial nominal cresceu 3,49%.
 
Da Agência Brasil
 

Tv Jornal Caruaru realiza debate com candidatos a prefeito

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 11:32 am - Autor: Igor Maciel

debate tv jornal 2016
 
Nessa quarta-feira (28), a Tv Jornal Caruaru realizou o primeiro debate entre candidato a prefeito da cidade, nas eleições deste ano. O debate foi dividido em blocos e o primeiro começou com os candidatos respondendo: “Porque quero ser prefeito de Caruaru?”. Em seguida, por sorteio, um candidato fez uma pergunta livre ao outro.
O sorteado para abrir o bloco foi o Delegado Lessa, que escolheu Raquel Lyra. Lessa acusou a concorrente de fazer agressões à família dele, em propaganda eleitoral na televisão de forma anônima.
 
Raquel respondeu falando sobre transparência. “Para ser prefeito de Caruaru tem que ter uma vida muito transparente” e que as pessoas precisam conhecer as propostas que os candidatos defendem. Raquel disse ainda que tem “orgulho da família que tem, que está na política desde o meu avô, João Lyra Filho, o meu tio Fernando Lyra e o meu pai João Lyra Neto. Sou favorável a ter transparecia e tranquilidade com a vida. E você tem?”, questionou.
 
“A candidata não respondeu e foi ela, segundo o juiz que nos deu direito de resposta, que fez essas agressões gratuitas e não colocou nem os partidos da coligação. Lessa apresentou ainda o currículo da família”, replicou Lessa.
 
“Quem disse que vinha de família de político foi você. E você sabe que sou preparada para ser prefeita de Caruaru. Passei por concursos públicos e sou também aprovada pelo povo, nas urnas”, ressaltou Raquel.
 
Em seguida, Raquel Lyra escolheu perguntar a Tony Gel sobre “o que o senhor pensa sobre a Feira da Sulanca?”.
 
“Emergencialmente a gente tem que organizar a Feira onde está até resolver para onde a feira vai. Porque quem está vendendo e comprando lá precisa de infraestrutura. Prefeito sozinho não faz nada, precisa buscar apoio de entidades, dos sulanqueiros. E foi sempre assim que administro Caruaru nos meus dois mandatos. Deixava o trabalhador ganhar o pão e ainda dava segurança”, respondeu Gel.
 
“A gente sabe que foi na sua gestão que o terreno da Fundarc foi vendido. Nós vamos cuidar da limpeza, da organização, vamos construir banheiros e, junto com os feirantes, vamos transferir a feira com os feirantes. Ninguém vai ganhar dinheiro com a transferência da feira”, disparou a candidata.
Em resposta, Gel explicou o processo de venda do terreno: “Quem vendeu o terreno da Fundarc não fui eu, porque o terreno era do Estado e foi o Estado que vendeu, você foi gestora da pasta de devia saber, mas eu lhe perdoo porque a gente é humano e esquece”, alfinetou Gel.
 
Em seguida Tony Gel perguntou a Jorge Gomes. “Que experiência você está tirando dessa campanha que está chegando ao final?”
 
“Experiência de governo, de uma administração seria que está colocando Caruaru como uma das 100 melhores cidades para se viver. É por isso que teremos uma continuidade administrativa para cuidar das pessoas”, comentou Jorge.
 
“Uma campanha é para que possamos debater as ideias, apresentar as nossas propostas e ouvir a dos oponentes. Temos observado que há agressões entre candidatos, falando mal entre famílias e não concordo. Deveríamos nos ater ao futuro de Caruaru. É assim que estou: preocupado com o futuro de Caruaru”, enfatizou o peemedebista.
 
“Não é bem assim, candidato, você foi condenado ontem e perdeu 23 minutos porque quis censurar a nossa campanha porque queria esconder a sua renúncia e Neguinho Teixeira que trouxe coisas ruins para Caruaru. Campanha tem que ser com ética e com propostas e estamos fazendo assim”, replicou Jorge.
 
Fechando o bloco, Jorge Gomes perguntou a Lessa sobre questões administrativas: “Você fala mal da nossa administração e quero saber o que você acha da nossa obra de macrodrenagem no Riacho dos Mocós”, questionou.
 
“Recentemente estive próximo ao Riacho dos Mocós e as pessoas sofrem com a dificuldade grande aos árticos públicos mais básicos. É uma obra importante, mas tem mais o que ser feito. Não vamos destruir o que está feito, mas é preciso olhar mais para as pessoas além das trás nobres. É preciso olhar para o João Mota e os outros bairros mais longos. É preciso iluminação, educação”, afirmou Lessa.
 
“São 5200 metros de extensão e vamos reurbanizar a área de entorno. Essa população será beneficiada. Serão 35 mil pessoas que serão beneficiadas”, esclareceu Jorge Gomes.
 
“É engraçado que as obras só ocorrem no período eleitoral. Médicos e aparelhos saem de uma unidade de saúde para inaugurar outra. São umas sendo inauguradas de última hora. Vocês tiveram oito anos e só fizeram isso no período da eleição”, criticou o delegado, fechando o bloco.
 

Coligação “Avança São Caitano” diz que pesquisa consultou a zona rural

Categoria: Notícias | Postado em 29 de setembro de 2016 às 11:07 am - Autor: Igor Maciel

Após reclamações da Coligação “Pela Mudança e Reconstrução de São Caetano”, sobre pesquisa eleitoral realizada no município. Em nota, a Coligação “Avança São Caitano”, comandada pelo prefeito e candidato a reeleição, Dr. Neves, afirmou que a zona rural do município foi ouvida. Reiterando que a pesquisa divulgada foi registrada na Justiça Eleitoral. Confira a nota na íntegra:
 
A Coligação “Avança São Caitano”, formada pelos partidos, que têm como candidato a Prefeito: Dr. Neves e como vice João Jeovásio, da cidade de São Caetano-PE, vem a público esclarecer que a informação veiculada em alguns blogs pela coligação “Pela Mudança e Reconstrução de São Caetano” dos candidatos Jadiel e Caio Braga, faltam com a verdade, disseminam informações falsas ao dizerem que a pesquisa realizada pelo Instituto DATAVOX na cidade de São Caetano, não coletou dados (entrevistas) nos distritos/ zona rural do município. O que, repita-se, é uma inverdade, pois o próprio conteúdo da pesquisa, especificamente os questionários apresentados aos blogs, por si só já desmentem a informação. A pesquisa já demonstrou à Justiça Eleitoral, que realizou entrevistas nos distritos e na zona rural do município. Tal fato já fora analisado e decidido pelo juiz eleitoral, que inclusive, ao analisar os esclarecimentos, revogou a decisão que impedia a divulgação, e estando a referida pesquisa totalmente regular deferiu a sua publicação; não cabendo a contestação de tais candidatos. A pesquisa registrada na Justiça Eleitoral cumpriu todas as normas que o Tribunal Superior Eleitoral exige. A mesma encontra-se à disposição de qualquer interessado no site do TSE.
 

Página 1 de 51012345...102030...Última »